emagrecer.roche.pt

FAQ - Perguntas frequentes




Dizem que para emagrecer devo reduzir o consumo de gorduras, mas eu não como gorduras. O que devo fazer?
Por vezes parece-nos que não ingerimos gorduras e não é verdade. Existe muita gordura 'escondida' nos alimentos. Procure sempre saber qual a quantidade de gordura que realmente existe nos alimentos que ingere, além daquela que adiciona ao confeccioná-los ou a temperar. Consulte o guia das gorduras para conhecer alguns exemplos.




Como é que se consegue não voltar a engordar depois de um tratamento de emagrecimento?
Emagrecer é perder gordura corporal. Para o conseguir é necessário tempo. Quando a perda de peso se faz demasiado depressa perde-se muita massa muscular e água e não tanta gordura como seria desejável. Para não voltar a engordar, estabeleça com o seu médico ou nutricionista objectivos realistas de perda de peso e o tempo necessário para alcançá-los. Não se esqueça que a actividade física regular é fundamental, não só para ajudar a eliminar a gordura mas sobretudo para evitar a recuperação do peso perdido.




O que acontece quando se perde peso muito depressa?
As perdas de peso rápidas são devidas sobretudo à perda de líquidos, que se recuperam com muita facilidade, por vezes apenas em alguns dias. As dietas "milagrosas", que prometem perdas de peso fenomenais, são totalmente desaconselhadas do ponto de vista da saúde, mais ainda quando recorrem a substâncias diuréticas ou outros métodos de fazer perder líquidos corporais. Alguns dias decorridos após o fim da dieta e o peso perdido estará de volta, muitas vezes com um ou dois quilinhos extra.

Não adira a tratamentos do tipo "perca 5 Kg em 1 a 2 semanas". Para que a perda de peso se faça sobretudo à custa de gordura, recomenda-se uma perda de peso de cerca de meio quilo por semana.




Quando um alimento é light ou dietético significa que tem pouca gordura?
Nem sempre. Um alimento pode ser dietético porque tem pouco açúcar, ou sal, ou é rico em fibra. Um alimento light é um alimento que tem menos valor energético do que o alimento original, seja porque tem menos gordura ou não. No rótulo pode identificar a razão pela qual o alimento é light ou dietético.




O pão integral engorda menos que o pão corrente?
Não. O pão integral fornece sensivelmente as mesma calorias que o pão branco ou de mistura. No entanto, os pães mais ricos em fibra, como o de mistura, integral ou de "sete cereais ajudam a combater a obstipação (prisão de ventre), pelo que são muitas vezes aconselhados. O pão mais escuro (mistura, centeio, 'sete cereais') é mais rico em vitaminas e minerais e não tem diferenças significativas no valor calórico, em relação ao pão branco, pelo que é mais aconselhado.




A água engorda?
A água não tem fornece energia pelo que não engorda. Ela é um componente essencial do nosso organismo, indispensável em qualquer dieta. Durante um tratamento de emagrecimento deve inclusive aumentar o seu consumo, dentro e fora das refeições.




O álcool engorda?
O álcool fornece 7 Kcal por cada grama. O seu elevado valor calórico faz com que seja desaconselhado num plano alimentar de emagrecimento. Um copo de vinho de 2dl fornece cerca de 164Kcal, mais do que 1 fatia de pão!




O azeite engorda menos que as outras gorduras?
Não. Um grama de gordura fornece cerca de 9 Kcal, independentemente do tipo de gordura. O azeite é a gordura mais saudável, aconselhada quer para cozinhar quer para temperar em cru, mas em quantidades moderadas.




O excesso de peso pode originar doenças graves?
Sim. Muitos estudos demonstram que a obesidade pode aumentar o risco de desenvolver outros problemas de saúde, incluindo problemas respiratórios, osteoarticulares, e cardiovasculares e mesmo alguns tipos de cancro. As investigações mostram que 70% das pessoas obesas desenvolvem pelo menos um dos problemas de saúde associados à obesidade (diabetes, hipertensão, doença cardiovascular, ...).

A obesidade também tem sido relacionada com problemas psicológicos, como baixa auto-estima, isolamento social, depressão e ingestão compulsiva.




Porque é que engordo se não como quase nada?
Muitas vezes, não é a quantidade daquilo que se come que leva a que se engorde mas sim a qualidade, isto é, pode comer-se pouco mas mal, o resultado é semelhante. Existem, porém, muitos outros factores que podem estar na origem do seu aumento de peso: o sedentarismo, o stress, estados depressivos, uso de dietas muito restritivas e desequilibradas, certos medicamentos, entre outros. É importante que identifique a causa do aumento de peso, com a ajuda do seu médico.




É verdade que se deixar de jantar emagreço?
Deixar de fazer uma das refeições não é a solução para emagrecer, pelo contrário. A tentativa de diminuir a ingestão de alimentos eliminando uma refeição resulta, na maioria das vezes, num maior consumo de alimentos na refeição seguinte, devido ao aumento de apetite causado pelo longo intervalo entre as refeições. O mais correcto (e mais eficaz) é dividir os alimentos por várias refeições diárias, tantas quantas as necessárias para não fazer mais do que três horas de intervalo entre elas. Deve fazer pelo menos 5 a 6 refeições diárias: o pequeno almoço, almoço e jantar e 2 a 3 pequenas merendas nos intervalos.